Concurso

PRÉMIO JOÃO CORDEIRO - INOVAÇÃO EM FARMÁCIA - até 15 de julho

 

O Prémio João Cordeiro – Inovação em Farmácia pretende apoiar e premiar projetos originais, no âmbito da intervenção e do conhecimento em Saúde, que promovam o espírito de inovação e desenvolvimento nas farmácias. O prémio principal será entregue numa base bienal, com a próxima edição a decorrer em 2017.

 

Conheça aqui as condições de candidatura.

 

Concurso

Queres criar uma startup na área do turismo? Então o Tourism Exploeres é para ti!

 

Aproveita a oportunidade de integrar o maior programa nacional de criação e aceleração de startups na área do turismo. Esta iniciativa de âmbito nacional vai acolher mais de 500 pessoas em 12 cidades do país. As inscrições para o Tourism Explorers estão abertas em www.tourismexplorers.pt.

 

O programa composto por duas fases: Ideação e Aceleração. Na fase de ideação, que decorre de 10 a 14 de julho de 2017, terás a oportunidade de criar novas soluções para projetos relacionados com o turismo, baseado nos desafios estratégicos deste setor. Por sua vez, na fase de aceleração, que terá lugar entre 6 de setembro e 23 de outubro de 2017, as equipas com projetos relacionados com o turismo poderão desenvolver, testar e validar os seus modelos de negócio.

 

Ao longo do programa, os empreendedores terão acesso a formadores e mentores de excelência, e às metodologias FastIdeation e FastStart da Fábrica de Startups, já amplamente testadas no desenvolvimento de novos negócios.

 

Mais informações aqui

 

Inscreve-te!

Programas

IFDEP - PROGRAMA MOVE PME ARRANCA NO NORTE E CENTRO DO PAÍS

 

O IFDEP arrancou durante o mês de maio com mais duas ações do Programa MOVE PME no norte e centro do país. Este programa desenvolve-se sob a metodologia de formação-ação e visa a melhoria dos processos de gestão das micro, pequenas e médias empresas e o reforço das competências dos seus dirigentes, quadros e trabalhadores.

 

A área de intervenção desenvolvida pelo IFDEP insere-se no domínio da Implementação de Sistemas de Gestão (Qualidade, Ambiente, SST, Inovação ou outros). Admitindo a importância para muitas organizações da transição da NORMA ISO9001:2008 para a NORMA ISO9001:2015, o principal enfoque desta edição estará no processo de adaptação do sistema de gestão da qualidade às exigências introduzidas pela nova versão da NORMA ISO9001. Ao todo o IFDEP prevê envolver 30 empresas em processos de mudança interna com vista à implementação e certificação dos seus sistemas de gestão da qualidade segundo o referencial ISO9001:2015.

 

Financiamento: assegurado em 90% pela Autoridade de Gestão do POCI (COMPETE 2020).

Organismo Intermédio: AIP/CCI – Associação Industrial Portuguesa, Câmara do Comércio e Indústria.

 

Programas

SI2E - SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO

 

Este sistema de incentivos (enquadrado no âmbito do Regulamento Específico do Domínio "Inclusão Social e Emprego") pretende complementar os apoios existentes para as empresas no Domínio "Competitividade e Internacionalização", tendo um enfoque em pequenos projetos empresariais (sobretudo em regiões de baixa densidade). Pretende-se, com este sistema de incentivos, apoiar de forma simplificada projetos de cariz local, promovidos por micro e pequenas empresas e que permitam criar emprego e valor com base em recursos endógenos. O SI2E deverá permitir apoiar projetos que, pela sua dimensão/natureza/ausência de cariz exportador ou menor cariz de inovação não possam ser apoiados no âmbito dos Sistemas de Incentivos do Domínio Competitividade e Internacionalização.

Serão apoiados projetos de investimento de montante até 235 mil euros, com subsídios entre 30% e 50% do investimento elegível (60% em territórios baixa densidade).

O SI2E será gerido a nível local pela CIM (Comunidade Intermunicipal) ou GAL (Grupo de Ação Local), em articulação com os respetivos programas regionais.

Serão estas entidades que definirão os termos específicos dos respetivos concursos, ajustando-os às especificidades de cada território.

 

ÂMBITO TERRITORIAL

O SI2E tem aplicação em todo o território do continente, em função das áreas territoriais previstas nas Estratégias de Desenvolvimento Local, nos PDCT ou nos avisos de abertura de candidaturas.

 

 

ÂMBITO SETORIAL

São elegíveis as operações inseridas em todas as atividades económicas, com exceção das que integrem:

- O setor da pesca e da aquicultura;

- O setor da produção agrícola primária e florestas;

- O setor da transformação e comercialização de produtos agrícolas e transformação e comercialização de produtos florestais;

- Os projetos de diversificação de atividades nas explorações agrícolas;

- Os projetos que incidam nas seguintes atividades previstas na CAE — Rev.3: i) Financeiras e de seguros — divisões 64 a 66 da secção K; ii) Defesa — subclasse 25402, da classe 2540, do grupo 254, da divisão 25, da secção C; subclasse 30400, da classe 3040, do grupo 304, da divisão 30 da secção C; subclasse 84220, da classe 8422, do grupo 842, da divisão 84 da secção O; iii) Lotarias e outros jogos de aposta — divisão 92 da secção R. 2.

 

 

Clientes

ADEGA COOPERATIVA DE ALCOBAÇA SOMA E SEGUE!

Vinho de Alcobaça premiado no Concurso Mundial de Bruxelas

 

O Montes Tinto Selecionado 2014, da Adega Cooperativa de Alcobaça, foi distinguido com a medalha de prata no Concurso Mundial de Bruxelas.

Segundo o enólogo Rodrigo Martins, esta distinção é a "confirmação de que o trabalho que tem sido realizado em Alcobaça é consistente e está agora a dar frutos".

De salientar que este é um dos mais prestigiados concursos do mundo, recebendo mais de 9 mil vinhos à prova.

A Adega Cooperativa de Alcobaça fez recentemente um grande investimento, visando modernizar as suas instalações e equipamentos, dotando a entidade dos meios e recursos necessários para uma clara aposta na qualidade dos seus produtos. Este investimento foi apoiado pelo PDR2020. O IFDEP assessorou toda a operação realizando os necessários estudos de viabilidade e a candidatura à medida de apoio.

Os resultados estão à vista! O IFDEP quer dar publicamente os parabéns a toda a equipa da Adega Cooperativa de Alcobaça por mais este feito!

 

Evento

ARE YOU READY FOR THE FINAL PITCH?

 

We can't wait to be back for the the second and last day of the biggest youth entrepreneurship competition in Portugal!!!

It's already on May 6th, BET 24 will be back for its final stretch and pitching sessions, as well as the crowning of the winners for each of the five challenges.

Get prepared!

We BET on YOU!

-----------

<<<< ESTÁS PREPARADO PARA O PASSO FINAL? >>>>

Nós mal podemos esperar por estar de volta para o segundo e último dia da maior competição de empreendedorismo juvenil de Portugal!!!

É já no dia 6 de Maio, BET 24 estará de volta para as sessões finais, bem como a coroação dos vencedores para cada um dos cinco desafios.

Prepara-te!

We BET on YOU!

 

Conferência

REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA GLOBAL: hesitar, seguir ou liderar?

 

31 de março 2017

17h00/19h30

 

Faculdade de Economia da Universidade do Porto (Salão Nobre)

 

Esta conferência visa promover mais um debate sobre o relatório da PCS “Game Changers: surfing the wave of technology disruption”, um estudo inédito que procura identificar os impactos e as oportunidades que a revolução tecnológica global pode representar para Portugal. A versão integral deste relatório está disponível para consulta/download no site da PCS http://www.crescimentosustentavel.org/media/Game%20changers_bx.pdf

 

 

Porto HARD ROCK CAFE  - 6 de Abril, 19-22H

FUCK UP NIGHTS

 

O que são as Fuckup Nights?

 

Fuckup Nights é um movimento global que se iniciou no México em 2012 que visa a partilha de histórias sobre insucessos empreendedores. Centenas de pessoas participam neste evento ouvindo alguns empreendedores partilhar as suas histórias sobre os seus fracassos no mundo do empreendedorismo. Cada orador fala cerca de sete minutos e pode usar até dez imagens, depois de cada orador é dado tempo para perguntas e respostas, tal como para networking.

 

Mais informação aqui

 

INDÚSTRIA 4.0

 

Investir para a modernização e globalização industrial

 

A Call Indústria 4.0 é um novo programa de investimento da Portugal Ventures dirigido a empreendedores e empresas com o objetivo de promover a criação de start-ups e spin-offs empresariais e universitárias no âmbito do conceito de Indústria 4.0, contribuindo para acelerar o desenvolvimento e modernização da indústria nacional, tornando-a mais produtiva e rica, eficiente, flexível, e globalmente competitiva.

 

Indústria 4.0:

 

Através de uma crescente digitalização dos processos de criação, gestão e produção, o conceito Indústria 4.0 define níveis superiores de interconetividade e controlo de toda a cadeia de valor dos produtos, por forma a responder à crescente individualização dos mercados mundiais (just in time customization) e proporcionar a geração de maior valor acrescentado.

 

Mais informações aqui

LINHAS DE CRÉDITO CAPITALIZAR

 

Estão abertas as linhas de Crédito Capitalizar!

 

Beneficiários

 

Preferencialmente Pequenas e Médias Empresas (PME), tal como definido na Recomendação 2003/361/CE da Comissão Europeia, certificadas pela declaração eletrónica do IAPMEI, localizadas em território nacional, que:

 

•    desenvolvam atividade enquadrada na lista de CAE definida pela Entidade Gestora da Linha;

•    não tenham dívidas perante o FINOVA;

•    não tenham incidentes não regularizados junto da Banca à data da emissão de contratação;

•    tenham a situação regularizada junto da Administração Fiscal e da Segurança Social à data da contratação do financiamento;

•    e que cumpram as condições definidas para cada uma das Linhas Específcas de seguida indicadas.

 

Toda a informação aqui

 

+ Património + Turismo

 

Principais objetivos:

• Contribuir para o desenvolvimento de atividades turísticas associadas à valorização do património cultural e natural do País;

• Dinamizar a criação de projetos que visem a fruição turística do património cultural e natural do País, podendo, ou não, ser de base tecnológica.

 

Benefícios para os Promotores:

• Investimento por parte da Portugal Ventures até 0,5M€ (indicativamente), numa participação minoritária, por tranches e com base num plano de desenvolvimento

• Ter um parceiro dedicado em apoiar o seu projeto e a criação de uma nova realidade de negócio, com fortes competências de gestão e conhecimento do setor.

• Fácil acesso a uma comunidade que acredita na inovação e que o acompanhará no crescimento do seu projeto com forte compromisso

• Acompanhamento por peritos nos projetos financiados pela Portugal Ventures

• Os projetos selecionados terão a oportunidade de serem incubados e acelerados em pólos de inovação internacionais.

 

Para mais informações consulte o REGULAMENTO DO PROGRAMA +P +T e o FORMULÁRIO DE CANDIDATURA.

 

 

Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior

 

Encontram-se abertas as candidaturas à Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior (Despacho Normativo n.º 16/2016, DR n.º 250, Série II, 2016.12.30).

 

Esta Linha tem como  principal objetivo o apoio ao investimento a iniciativas/projetos com interesse para o turismo, que promovam a coesão económica e social do território.

 

Esta é a 3.º Linha de Apoio criada no âmbito do Programa Valorizar, que visa promover a contínua qualificação dos destinos através da regeneração, requalificação e reabilitação dos espaços públicos com interesse para o turismo e da valorização do património cultural e natural do país.

 

Enquadra-se também no âmbito do Programa Nacional para a Coesão Territorial (PNCT), que define a estratégia nacional para o desenvolvimento do interior e a coesão nacional, com medidas a concretizar no âmbito do turismo.

 

Mais informações aqui

 

 

 

ISO 9001:2015

 

Se pretende implementar um sistema de gestão da qualidade segundo a Norma ISO 9001:2015 ou se pretende transitar do anterior referencial para a nova versão da norma ISO 9001, o Programa MOVE PME pode ser o programa indicado para a sua empresa. O IFDEP irá desenvolver já em breve mais uma edição do Programa MOVE PME nas regiões centro e norte do país. Neste momento decorre a fase de inscrição das empresas participantes restando poucas vagas disponíveis. Caso tenha interesse não perca esta oportunidade.

 

Mais informações: telef. +351 239 403 030 ou email geral@ifdep.pt.

Linha de Apoio Turismo Acessível

 

Linha de apoio ao financiamento de projetos de Empresas (empreendimentos turísticos, restaurantes, animação turística, agências de viagem) e de Entidades Públicas (municípios, entidades regionais de turismo, gestores de museus e monumentos) para adaptações físicas e de serviço, de modo a tornarem a oferta turística acessível a todos - Despacho Normativo n.º 11/2016.

 

A Linha de Apoio Turismo Acessível prevê apoio financeiro de 90% do investimento até ao limite de 200 mil euros por projeto.

 

Mais informação: Programa All for All - Portuguese Tourism.

 

 

ACREDITA PORTUGAL - INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ DIA 15/01/2017

 

O Concurso Montepio Acredita Portugal tem como objetivo premiar os melhores projetos e ajudar todos os portugueses a desenvolver as suas ideias empreendedoras. Não interessa se tem ou não formação prévia em empreendedorismo, não interessa o seu sexo nem interessa a sua idade:

 

- Se tem uma ideia de negócio mas não sabe como a levar à prática;

 

- Se já arrancou com a sua ideia mas gostava de ter o feedback e apoio de especialistas para avançar;

 

Todas as informações em:

http://www.acreditaportugal.pt/informacoes/

 

Publicado Despacho que aprova o Regulamento do StartUP Voucher

 

Foi hoje publicado em Diário da República o Despacho n.º 12777/2016 que aprova o Regulamento do StartUP Voucher, no âmbito da Estratégia Nacional para o Empreendedorismo, designada por Programa StartUP Portugal.

 

A Estratégia Nacional para o Empreendedorismo - Programa StartUP Portugal, lançada pelo XXI Governo Constitucional, visa a dinamização de um ecossistema coerente que incentive as startup e a aceleração do seu crescimento.

 

A criação de condições para um crescimento inteligente, inclusivo e sustentável, indutor de um novo perfil de especialização e internacionalização da economia portuguesa, pressupõe nesse sentido, o apoio eficiente ao empreendedorismo, designadamente ao nível do ecossistema.

 

Nas medidas específicas do Programa StartUP Portugal orientadas para o empreendedorismo inclui-se o StartUP Voucher que pretende promover o desenvolvimento, por parte de jovens entre os 18 e os 35 anos, de projetos de empreendedorismo inovador que se encontrem em fase de ideia, facultando um conjunto de ferramentas técnicas e financeiras que viabilizem a consequente criação de novas empresas.

 

O StartUP Voucher enquadra-se na área de “Promoção do espírito empresarial” que constitui um objetivo específico do sistema de apoio a ações coletivas, ambos do Regulamento Especifico do Domínio da Competitividade e Internacionalização, adotado pela Portaria n.º 57-A/2015, de 27 de fevereiro, cuja concretização se efetiva no quadro da candidatura do IAPMEI — Agência para a Competitividade e Inovação, I. P., àquele sistema de apoio, nos termos do disposto no n.º 6 do artigo 16.º do Regulamento Geral dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI).

 

Consulte aqui o Despacho e saiba quais são as condições de atribuição dos apoios do StartUP Voucher:

 

 

Despacho n.º 12777/2016 - D.R. n.º 204/2016, Série II de 2016-10-24

 

Candidaturas aos Sistemas de Incentivos Qualificação e Internacionalização

 

Encontram-se abertas as fases de candidaturas às medidas SI QUALIFICAÇÃO e SI INTERNACIONALIZAÇÃO. No âmbito destas medidas é possível desenvolver as seguintes tipologias de projetos:

 

SI INTERNACIONALIZAÇÃO

Tipologias do projeto

- Conhecimento de mercados externos

- Presença na web, através da economia digital

- Promoção internacional de marcas

- Prospeção e presença em mercados

- Marketing internacional

- Introdução de novo método de organização

- Certificações para mercados externos

- Formação profissional

 

SI QUALIFICAÇÃO

Tipologias do projeto

- Inovação organizacional e gestão

- Economia digital e TIC

- Criação de marcas e design

- Desenvolv. produtos, serviços e processos

- Proteção propriedade industrial e intelectual

- Qualidade

- Transferência de conhecimento

- Distribuição, logística e Eco-inovação

- Formação profissional

 

 

Beneficiários - PME e Grandes empresas de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica.

 

Taxas de financiamento – Incentivo não reembolsável (taxa máxima 45%). As despesas com formação têm uma taxa base de incentivo de 50% (podendo pelas majorações atingir os 70%).

 

Requisitos do Projeto  - As PMEs deverão ter uma autonomia financeira mínima de 15% em 2014.

O limite mínimo de despesa elegível total por projeto é de 25.000€ e o limite máximo 500.000€

O projeto deverá ter uma duração máxima de execução de 24 meses.

 

Despesas Elegíveis - São elegíveis despesas com participação em feiras e exposições no exterior, custos com alojamento e deslocação, ações de prospeção, captação de novos clientes, serviços de consultoria, formação profissional, aplicação de novos métodos organizacionais, custos de registo de propriedade, custos salariais com a contratação de recursos humanos altamente qualificados nas empresas.

 

Para mais informações telef. +351 239 403 030 ou email geral@ifdep.pt.

 

Formação-ação

 

O IFDEP encontra-se a receber manifestações de interesse na participação em programas de formação-ação.

Este programa tem como objetivo específico intensificar a formação dos empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão, assim como dos trabalhadores das empresas, apoiada em temáticas associadas à inovação e mudança.

A formação-ação é uma intervenção com aprendizagem em contexto organizacional e que mobiliza e internaliza competências com vista à persecução de resultados suportados por uma determinada estratégia de mudança empresarial. Os tempos de formação e de ação surgem sobrepostos e a aprendizagem vai sendo construída através do desenvolvimento das interações orientadas para os saberes fazer técnicos e relacionais. Trata-se de uma metodologia que implica a mobilização em alternância das vertentes de formação (em sala) e de consultoria (on the job).

 

De salientar que o IFDEP possui um vasto histórico nesta metodologia com intervenções em diversos setores de atividade a nível nacional nas mais diversas áreas operacionais.

 

Mais informações: telef. +351 239 403 030 ou email geral@ifdep.pt.

Serviços de Consultoria Especializada

 

O IFDEP é entidade acreditada pelo PORTUGAL 2020 para a prestação de serviços de consultoria especializada no âmbito de Internacionalização, Qualificação, Empreendedorismo e IDT.

Ao longo dos anos de atividade o IFDEP é responsável por inúmeras intervenções de consultoria em empresas de Norte a Sul do país de diferentes setores de atividade. O IFDEP possui uma vasta experiência nas seguintes tipologias de Intervenções: implementação de sistemas de gestão (qualidade, segurança e higiene no trabalho, alimentar, ambiental....), internacionalização, marketing, processos de reestruturação, fusões e aquisições, redefinição estratégica, montagem de franchisings, reengenharia financeira, design corporativo, elaboração de websites, webmarketing,...

 

Mais informações: telef. +351 239 403 030 ou email geral@ifdep.pt.

 

Formação na sua Empresa

 

Com o apoio do cheque-formação poderá desenvolver formação na sua empresa. Esta medida constitui uma modalidade de financiamento direto da formação a atribuir aos utentes inscritos na rede de Centros de emprego e de Centros de emprego e formação profissional do Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP, I.P.), nomeadamente entidades empregadoras, ativos empregados e desempregados.

O cheque-formação tem como objetivo principal o incentivo à formação profissional, constituindo-se como um instrumento potenciador da criação e da manutenção do emprego e do reforço da qualificação e empregabilidade.

A formação profissional a desenvolver deve ser ministrada por uma Entidade Formadora Certificada pela Direcção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho. O IFDEP é entidade formadora certificada, dispondo de uma vasta experiência da conceção e desenvolvimento de projetos formativos intraempresa.

A formação deve, preferencialmente, basear-se em unidades de formação de curta duração (UFCD) que integram os referenciais de formação de nível 2 ou 4 constantes do Catálogo Nacional de Qualificações,

sendo que o apoio a atribuir não pode exceder 90% do valor total da ação de formação, comprovadamente pago.

Programa Empreender na Escola

 

Com uma longa experiência na promoção do empreendedorismo ao nível dos estabelecimentos de ensino, o IFDEP apresenta um programa direcionado aos mais novos. Acreditamos que é necessário estimular o desenvolvimento das competências intrínsecas a um empreendedor desde cedo. Esta versão do Programa EMPREENDER NA ESCOLA tem por destinatárias crianças dos 4 aos 6 anos. Através de diferentes momentos pedagógicos, estimular-se-ão comportamentos, atitudes e o desenvolvimento de competências no sentido de estimular uma cultura mais "amiga" do empreendedorismo.

 

O empreendedorismo é considerado um dos principais me-canismos promotores do desenvolvimento da economia, inovação e bem-estar.

Como processo dinâmico de mudança, visão e criação, tem como base a identificação de oportunidades e novas soluções. O seu estudo e, consequentemente, do empreendedor – dois constructos conceptualmente indissociáveis –, têm atraído um interesse cada vez maior nos últimos anos. É notório o esforço e investimento crescentes de Governos e Instituições em desenvolver um perfil empreendedor na população.

Consciente da importância do desenvolvimento de caraterísticas associadas a uma atitude empreendedora desde a infância, o IFDEP – Instituto para o Fomento e Desenvolvimento do Empreendedorismo em Portugal – propõe um conjunto de atividades pedagógicas, destinado a crianças entre os 4 e os 6 anos.

Com base em diversos estudos realizados na área do empreendedorismo, foram selecionadas as seguintes caraterísticas: Liderança, Comprometimento e responsabilidade, Criatividade, Capacidade de assumir riscos, Identificação de oportunidades, Iniciativa, Persistência, Trabalho em equipa e Comunicação.

Reconhecendo a importância dos jogos didáticos no desenvolvimento e aprendizagem das crianças, e como estímulo ao desenvolvimento de características basilares a uma atitude empreendedora, propõe-se um conjunto de 27 atividades pedagógicas. Estas pretendem desenvolver nas crianças as caraterísticas empreendedoras anteriormente referidas, ao mesmo tempo que estas constroem o seu próprio eu.

 

O IFDEP desenvolve o Programa EMPREENDER NA ESCOLA desde 2005. Pretende implementar este programa no seu estabelecimento de ensino?

 

Mais informações: telef. +351 239 403 030 ou email geral@ifdep.pt.

 

 

1

2

3

4

IFDEP FAME

:: MORADA

 

Rua da Guiné nº 40, 3º Dto

3030-054 Coimbra

PORTUGAL

 

t. +351 239 403 030

f. +351 239 403 040

:: EMAILS

 

Geral: geral@ifdep.pt

Formação: formacao@ifdep.pt

Recursos Humanos: rh@ifdep.pt

Programa EGE: ege@ifdep.pt

Fame: fame@ifdep.pt

Direc Financeira: financeiro@ifdep.pt

:: COORDENADAS GPS Latitude: 40.1988715º Longitude: -8.4061610º URL: www.ifdep.pt