O projecto be IN - Participar para Crescer, tem como objectivo o desenvolvimento de um conjunto de acções que promovam a participação da sociedade nas temáticas que determinam o futuro de Portugal e da Europa. Este projecto enquadra-se numa iniciativa da Comissão Europeia, promovida pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD). O IFDEP foi o parceiro da AIP na Região de Coimbra.

 

 

 

PROGRAMA

PAINEL

DIVULGAÇÃO

OPINION BOARD

BE IN - Como atrair mais investimento e empresas para Coimbra?

 

NOTA DE IMPRENSA

26. FEV.2013

 

 

“BE-IN PARTICIPAR PARA CRESCER” Dia 20 de Março em Coimbra

 

A AIP (Associação Industrial Portuguesa) em parceria com o IFDEP (Instituto para o Fomento e Desenvolvimento do Empreendedorismo em Portugal) vão dinamizar no próximo dia 20 de Março o projeto “be IN – Participar para Crescer” na cidade de Coimbra. Este projecto tem como objetivo o desenvolvimento de um conjunto de ações que promovam a participação da sociedade nas temáticas que determinam o Futuro de Portugal e da Europa. O be-IN enquadra-se numa iniciativa da Comissão Europeia promovida pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD). Esta iniciativa visa envolver a sociedade numa reflexão para o futuro da Europa e um desafio aos cidadãos para que assumam um papel importante na procura de ideias e soluções e assim promover uma cidadania mais ativa e crítica relativamente às decisões económicas, sociais e políticas.

O evento em Coimbra envolverá quatro momentos: Be Involved, Be Inspired (Speaker’s corner); Be Ingenious (Futuroscópio - Como será a minha região em 2025?) e Be Integrated (workshop desenvolvido em parceria com a NOVABASE).

No Be Involved  promover-se-á o enquadramento do tema por um painel de especialistas seguido de debate aberto com envolvimento da plateia.

No Be Inspired (Speaker’s corner) pretende-se dar voz ao cidadão e democratizar o papel de orador. Este momento apela assim à discussão e troca de ideias informação e opiniões, de forma espontânea, direta e livre. Qualquer participante poderá apresentar um tema para debate dispondo para o efeito de 8 minutos.

No momento Be Ingenious pretende-se uma reflexão ativa sobre o futuro de algumas temáticas específicas. Pretende-se que o público envolvido seja hábil e inventivo na procura e relacionamento de informação e tendências, para que através de metodologias específicas de prospetiva, possam chegar a possíveis cenários futuros. O momento Be Integrated  Workshop consiste numa sessão de trabalho prático em mesa redonda, que abordará problemas específicos e soluções para a sua resolução.

Neste momento decorre a votação do tema que será alvo de discussão no próximo dia 20 de Março. Qualquer cidadão poderá aceder à página do be-IN no Facebook e votar no tema que considera mais pertinente.

Esta iniciativa conta com o apoio do Diário de Coimbra. Mais informações poderão ser obtidas na página do “be-IN Participar para Crescer” no Facebook.

 

OPINION BOARD

Aqui estão alguns dos membros do Opinion Board de Coimbra. Veja quem são e as palavras que lhes vêm à cabeça quando pensam em Coimbra: http://www.be-in.com.pt/evento/be-in-coimbra/

 

 

O Professor Doutor Alfredo Marques faz parte do Opinion Board para a Região de Coimbra e refere:

 

" A saída para Coimbra em termos de desenvolvimento económico está na aposta em atividades intensivas em conhecimento. Isso passa pela incubação de empresas, a partir da universidade (onde existe já a experiência emblemática do Instituto Pedro Nunes), mas também na atração de investimento, de maior envergadura, de fora da cidade, porque o tecido empresarial da cidade perdeu vitalidade, músculo financeiro e capacidade de auto-regeneração."

 

"A saúde é uma das áreas com maior potencial em Coimbra (prestação de serviços de excelência, investigação, produção de bens e serviços), mas não pode ser a única área de especialização, dado que seria insificiente em termos económicos e representaria um desperdício do conhecimento de ponta existente noutras áreas (TIC, materiais, etc.)."

 

Frederico Dinis da TEDX COIMBRA, vota no tema Coimbra, cidade da Inovação e do Conhecimento.

 

Quanto a este tema refere: "Coimbra tem/teve o epíteto de "cidade do conhecimento". A evolução da cidade em torno do conceito e tradição das grandes cidades universitárias tem-se perdido ao longo do tempo, deslocando o conceito da cidade para uma evolução focada em clusters como o da saúde ou das TIC.

Infelizmente nos últimos anos quer as TIC, quer a saúde foram absorvidas por outras cidades e regiões que conseguiram absorver alguns dos talentos produzidos em Coimbra. Nomeadamente o Porto (cluster da saúde) e o eixo Braga/Guimarães (cluster TIC).

É fundamental recentrar a cidade de Coimbra como cidade da Inovação e do Conhecimento fomentando estratégias e políticas de angariação e retenção do talento, fomentando assim a inovação e o conhecimento."

 

O Professor Norberto Pires vota no tema "Como atrair mais investimento e empresas para Coimbra".

 

Para além deste tema considera que é muito importante discutir outro tema "Como fixar pessoas empreendedoras, isto é, que criam oportunidades em Coimbra". Quanto a isto refere: "A cidade de Coimbra não é atrativa para empreendedores, para as pessoas que fazem as coisas acontecer, para os que colocam ideias em marcha, coordenam equipas, etc."

José Basílio Simões da ISA, vota no tema: "Região de Coimbra: Como atrair mais investimentos e empresas"

 

Quanto a este tema refere:" Coimbra está estagnada. Passam-se décadas e nada de significativo acontece ou muda na cidade, nas pessoas, na sua mentalidade... Se Coimbra se quer desenvolver, evoluir, sair do seu conservadorismo atávico tem de atrair investimento e novas empresas para a cidade. Tem todas as condiçoes para isso: boa qualidade de vida, boa base de recrutamento de jovens licenciados, bons centros de I&D, bons serviços. O que falta é a capacidade de poder politico, empresas e universidade se juntarem e, em conjunto, definirem uma estratégia e um plano de acao consistente."

 

Critica a existência na Região da chamada "doutorice" e o espírito "coimbrinha" em que todos se preocupam muito mais com os títulos e com invejas e maledicência do que com a criaçao de valor, o desenvolvimento e o crescimento da influencia da cidade no país e no mundo.

 

A Dra. Eduarda Macário, subdiretora do Jornal As Beiras, deixa-nos dois temas para reflexão:

 

Seremos capazes de transformar conhecimento em riqueza e desenvolvimento?

De entre o conjunto de questões/problemas colocados, penso que discutir se a cidade de Coimbra é capaz de transformar o conhecimento que a existência de uma das mais antigas universidades da Europa, um conjunto de institutos e estabelecimentos de ensino superior privado, bem como colégios e escolas públicas que têm vindo a ocupar os primeiros lugares dos rankings nacionais lhe confere, em riqueza e desenvolvimento que a ajude a afirmar-se no contexto nacional e internacional, pode assumir um papel importante na atualidade da cidade, da região e do país.

 

A perda de importância/protagonismo da cidade de Coimbra e, consequentemente, da região que a poderia assumir como uma capital regional, deve preocupar, tanto os políticos, como os empresários, como os dirigentes dos vários setores de atividade e, claro está, a população que aqui trabalha e vive. Coimbra – sendo hoje um exemplo em áreas como a saúde, a investigação, o conhecimento ou a inovação, não pode continuar a manter uma postura tão “apagada” e, quase amorfa perante o seu afastamento das áreas de decisão, seja ao nível político, social ou económico.

 

Dr. Nelson Leite e Sá

Assistente convidado da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC) no Departamento de Saúde Ambiental. Ainda no âmbito da licenciatura em Saúde Ambiental faz parte da Comissão de Estágio I e II e do grupo de investigação da área científica do Ambiente.

É coordenador do Clube de Inovação e Empreendedorismo e responsável pelas Relações Internacionais do Departamento de Saúde Ambiental. Também membro do Health Tec - Working Group e FABLAB Coimbra. Consultor de Sustentabilidade Ambiental e Saúde Pública.

Licenciado em Saúde Ambiental e Mestre em Sistemas Energéticos. Presentemente encontra-se a fazer o seu Doutoramento em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável.

 

O Dr. Nelson Leite e Sá propõe para discussão dois temas:

 

Coimbra, cidade da Inovação e do Conhecimento?

A cidade de Coimbra fruto da sua história, reconhecimento e prestígio internacional goza de uma posição favorável junto de outras cidades universitárias europeias e até mundiais. A cidade que hoje em dia tem cerca de 35000 estudantes apostou nos últimos anos no capital humano interno tendo estado, na minha opinião, latente na captação dos recursos internacionais. Este modelo fez com que se gerasse parca inovação e conhecimento a pequena escala. Julgo que nos dias de hoje, com uma maior integração na rede empresarial e com uma maior abertura ao exterior, há um enorme potencial para a criação e exploração de inovação associado a uma cada vez melhor produção de conhecimento que, aliado ao nome de Coimbra, poderá ser gerador de riqueza para a cidade, região centro e para o País.

 

 

Qualidade de Vida/Felicidade:

Atualmente discute-se muito a difícil conjuntura económica e as suas implicações na sociedade, nomeadamente na equidade ou iniquidade que essas alterações poderão acarretar. No entanto, descura-se muitas vezes a salubridade do ambiente que é o garante de uma população saudável, e por conseguinte produtiva/competitiva. Uma sociedade que viva harmoniosamente num ambiente são, será certamente uma sociedade com maiores oportunidades e que gerará maior riqueza, promovendo a economia e o emprego, socialmente mais justa e com melhor qualidade de vida, ou quiçá, Felicidade.

 

Dra. Tânia Covas

Tânia Covas é Licenciada em Comunicação Social, possui um MBA em Gestão Estratégica da Informação e do Conhecimento e um Mestrado em Administração e Gestão Pública. Atualmente finaliza a sua tese de Doutoramento em Gestão – Ciência Aplicada à Decisão pela Universidade de Coimbra, na investigação da Assimetria da Informação na Tomada de Decisão. Desempenha funções como Bolseira de Gestão de Ciência e Tecnologia na Divisão de Inovação e Transferências do Saber da Universidade de Coimbra, na área da Comunicação, Marketing e Eventos relacionados ao Empreendedorismo, Inovação e Criatividade.

 

Deixamos aqui os dois temas que a Dra. Tânia Covas propõe para discussão:

 

Seremos capazes de transformar conhecimento em riqueza e desenvolvimento?

Coimbra nasceu sob o símbolo do conhecimento e da inovação. Com o auxílio da Universidade, do Politécnico e de toda a rede de contatos e interações construída, Coimbra estabeleceu-se como um marco na busca do saber. Mas como transformar este conhecimento em desenvolvimento sustentável e em oportunidades de negócio acessíveis? Como valorizar o saber produzido e o coordenar com os desejos da indústria contemporânea? Como transferir a tecnologia criada para o mercado?

 

 

Coimbra, a cultura subjugada pelo saber

Numa cidade onde o conhecimento é o fator predominante em toda e qualquer ação ou conversa, a cultura e as artes encontram-se desagradavelmente colocadas em segundo plano. Apesar da vida académica viva e rica, falta a Coimbra a efervescência cultural de outros centros mundiais do saber, como Bolonha ou Salamanca. Aonde estão as amostras internacionais de música, teatro, dança e artes diversas? Aonde estão as bienais de artes plásticas e os seus artistas de vanguarda? Aonde está a valorização do fado de Coimbra? Porque não adotamos o modelo de Salzburgo para a música clássica e o replicamos para Coimbra em relação ao fado?

 

Dr. Pedro Machado

O Dr. Pedro Machado é licenciado em Filosofia, possui um Mestrado em Ciências da Educação e é Doutorando no ramo de Ciências da Educação, na especialidade de Análise e Organização de Ensino. Actualmente é Presidente da Turismo Centro de Portugal.

Desempenhou no passado várias funções entre as quais se destacam: Vice-Presidente na Câmara Municipal de Montemor-o-Velho e Chefe de Gabinete do Secretário de Estado da Administração Local no XVI Governo Constitucional.

 

O Dr. Pedro Machado refere dois temas para discussão:

 

Coimbra, cidade da Inovação e do Conhecimento?

O Instituto Pedro Nunes é uma das incubadoras mais importantes do mundo, com notoriedade nacional e internacional no desenvolvimento do conhecimento, e na exportação de inteligência.

 

 

“A necessidade de Coimbra se adaptar às novas tendências do Turismo nacional e internacional”

Coimbra precisa de envolver o tecido económico, académico, os serviços, e todos os agentes numa visão prospectiva para um sector criador de riqueza.

 

Ernesto Vieira do Grupo Ascendum, escolhe o tema Coimbra, Imagem de Marca.

 

"Coimbra foi durante muito tempo a 3ª cidade Portuguesa, graças à Universidade e às suas Competências / Capacidade instalada na Área da Saúde. Tem vindo a perder protagonismo, peso e competitividade para outras cidades médias Portuguesas e politicamente é muito apagada. Isto tem sido determinante para a menor capacidade em se conseguir desenvolver, apesar do seu inequívoco potencial, razão pela qual considero fundamental que a Marca Coimbra seja revitalizada para conseguir atrair os investidores necessários ao seu ressurgimento como uma das mais importantes Cidades médias Europeias."

 

 

Rodolfo Oliveira Gouveia refere que o ponto de maior pertinência para esta discussão é "Coimbra, cidade da Inovação e do Conhecimento"

Na sua opinião Coimbra sempre viveu de e para a sua universidade (que se encerrou sempre nos seus claustros...) e está na altura de a abrir ao mundo empresarial e fazer da Inovação e do Conhecimento um cluster estratégico (ligando-se a Aveiro, outro pólo estratégico destas temáticas...) que deverá ser um dos suportes de desenvolvimento desta região.

 

Para além dos temas em votação, Rodolfo Gouveia indica outra temática a debater: "Coimbra, o centro do Centro - Deve-se repensar toda a estratégia de descentralização dos serviços do Estado bem como se deve adaptar os mesmos ao que o tecido empresarial e os cidadãos realmente precisam. Assim, a ideia passaria por reorganizar os mesmos de forma mais simples, permitindo sinergias claras, ganhando eficiência e eficácia na resposta às dúvidas e problemas que surgirão tanto das pessoas como das empresas. Para além disso, o facto de estarem situados em Coimbra, a cidade mais central da Região e que se enquadra no eixo Lisboa - Porto mas também no Litoral - Interior, levaria a que fosse mais simples tratar de todos os processos e procedimentos, o que criaria atractividade para as empresas se situarem na região Centro."

 

Carlos Cidade escolhe o tema "Coimbra - Inovação e Conhecimento", por três razões principais para intervir no corpo e na alma de Coimbra:

 

• Por razões de coesão social e prudência ecológica: qualificando o ambiente urbano e os factores determinantes de qualidade de vida das populações;

 

• Por razões de cidadania: reforçando a participação dos cidadãos e inovando na forma da governação e liderança urbana, através da cooperação dos diversos atores; e

 

• Por razões de inovação e competitividade: reforçando a atratividade da cidade porque se vai criando, atraindo e retendo os talentos; criando, atraindo e retendo as actividades e as empresas estratégicas. Estratégicas porque assentam em conhecimento intensivo, promovem a inovação, a criatividade e o empreendedorismo, valorizam a ciência e a tecnologia. O reforço dos factores de atracção e de competitividade passa ainda por promover uma imagem distintiva no contexto nacional e internacional. Este tipo de intervenção na cidade atua na sua dimensão económica e está intimamente ligada à nossa capacidade de ir ganhando o enorme desafio das qualificações.

 

 

 

Dr. Nuno Nossa

Licenciado em Gestão de Recursos Humanos

Actualmente é Director de Marketing e Circulação na Diário de Coimbra

No passado exerceu as funções de Director de Comunicação da TBZ

 

O Dr. Nuno Nossa refere como temas para discussão:

 

Coimbra cada vez menos terceira cidade do país?

Coimbra tem perdido, progressivamente, importância no contexto nacional. Deixou de ser a (quase única) cidade produtora de conhecimento no país e não soube (ainda não soube) encontrar outro caminho para o seu desenvolvimento. A cidade vive demasiado da glória passada, não cuida do presente e não perspectiva o futuro. Urge encontrar um novo paradigma para Coimbra; um paradigma que crie riqueza e fixe os jovens valores; um paradigma e um desígnio que a todos una.

 

Poderá a classificação de Coimbra como património da Humanidade contribuir para uma cidade mais “friendly” para os seus habitantes e visitantes?

Coimbra não cuida do seu património. Basta-nos percorrer umas escassas centenas de quilómetros e em qualquer cidade de pequena/média dimensão de Espanha encontramos edifícios cuidados e prontos para potenciar o turismo. Em Coimbra temos a “cara suja”. A candidatura de Coimbra a património da Humanidade devia mudar este estado de coisas. Vai mudar? Temo que não!

 

Dr. Jorge Conde

Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra do Instituto Politécnico de Coimbra

Professor coordenador no Departamento das Ciências Imagiológicas e dos Bio-Sinais - Sector de Cardiopneumologia, Mestre em Toxicodependência e Patologias Psicossociais

 

O Dr. Jorge Conde refere duas temáticas para discussão:

 

Coimbra, cidade da Inovação e do Conhecimento?

Coimbra tem de deixar de ser só uma Cidade de estudantes, para ser um centro de Inovação e Conhecimento. A Universidade e o Politécnico tem de criar com as empresas sinergias de transferência de saber que levem ao mundo a capacidade instalada em Inovação e Conhecimento. Na Saúde é obrigatório que tal aconteça pela imensidão de conhecimento disponível e pela qualidade dos recursos humanos e materiais disponíveis. Mas a Cidade tem de querer mais dos seus recursos em todas as áreas de conhecimento.

 

Coimbra, Imagem de Marca

Coimbra é uma marca universitária reconhecida em grande parte do mundo. O reconhecimento advém mais do peso da história do que do presente. Importa renovar essa imagem criando uma verdadeira marca Coimbra, que seja Ciência, Inovação, Ensino, Saúde, História, Turismo, Liderança Empresarial. Importa criar a Capital Portuguesa do Conhecimento. É indispensável assumir a liderança regional. É preciso criar a Marca "Coimbra".

 

 

Professor Doutor José Manuel Pureza

Licenciado em Direito e doutorado em Sociologia, é professor de Relações Internacionais na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigador do Centro de Estudos Sociais, onde coordena o Núcleo de Estudos para a Paz. É militante do Bloco de Esquerda, tendo sido deputado eleito à Assembleia da República e foi líder do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda.

 

O Professor Doutor José Manuel Pureza refere dois temas para discussão:

 

O fim do estado social é uma realidade incontornável?

Numa sociedade como a portuguesa, com uma mancha de pobreza muito superior à média europeia, é a democracia mesma que está em jogo quando se decide a fragilização do Estado Social. Porque sem direitos sociais e sem serviços públicos de acesso universal que os garantam deixa de ser verdade que todos/as têm voz na esfera pública.

 

A crise é uma política

Aquilo a que se vem chamando crise não é um intervalo turbulento entre duas áreas de normalidade. A crise passou a ser uma condição permanente que legitima uma mudança brutal de modelo social. Esta crise hoje instalada na Europa foi primeiro crise na América Latina, depois nos dragões asiáticos e depois disso no continente africano. Em todos esses lugares a crise foi sempre um processo de fragilização social, de transferência de rendimento do trabalho para o capital, de perda de direitos. Sempre em nome da purificação da sociedade. A Europa está confrontada com o desaparecimento do seu principal legado do século XX e da principal razão da paz prolongada dos últimos 55 anos: o seu modelo social.

 

 

PARTICIPANTES

Venha conhecer a ENEIDA já amanhã no Auditório do ISCAC

 

A eneida® é uma empresa de engenharia especializada em Instrumentação :: Energia :: Comunicações dedicada à indústria de processos

 

O nosso objectivo é ajudar os nossos clientes a construir unidades industriais “state-of-the-art” e resolver problemas em áreas como a Manutenção, Eficiência Energética, Ambiente/Detecção & Controlo de Emissões, Segurança e a Localização de Activos. Reunimos os nossos conhecimentos de Instrumentação e Comunicação Industrial para responder a um conjunto específico de desafios com impacto não só nas operações diárias das empresas industriais, como também na sociedade em geral.

Questões relacionadas com Eficiência Energética, Segurança de Activos, Pessoas e Perímetros, Detecção & Controlo de Emissões são apenas alguns dos exemplos do tipo de desafios com que os nossos engenheiros e investigadores se deparam, desenvolvendo soluções e produtos inovadores que podem ser instalados e mantidos pela eneida®.

A eneida® ajuda os seus clientes a optimizar as suas operações industriais através da colocação em prática dos nossos conhecimentos em Instrumentação e Comunicações Industriais. Para tal oferecemos Produtos, Soluções e Serviços que se ajustam aos requisitos exactos dos nossos clientes.

 

 

 

Venha conhecer a MEDSIMLAB dia 20 de Março no Auditório do ISCAC

 

A MEDSIMLAB é uma empresa que atua no mercado dos simuladores médicos de alta-fidelidade, através da comercialização dos simuladores da marca CAE Healthcare e TruCorp, sendo o distribuidor exclusivo das referidas marcas para Portugal, Angola, Moçambique e Cabo Verde.

 

A MEDSIMLAB tem ainda como atividades complementares, numa vertente educacional, a conceção e implementação de programas, produtos e serviços na área da educação médica e da formação de profissionais de saúde baseada em simuladores médicos de alta-fidelidade.

 

 

 

POLIEMPREENDE - OBTENHA TODAS AS INFORMAÇÕES DIA 20 DE MARÇO EM COIMBRA (Auditório do ISCAC) - 14:30-18:30

 

O Empreendedorismo é uma aposta inequívoca dos institutos politécnicos portugueses. Com o objetivo claro de incutir nos seus alunos o espírito de iniciativa, a vontade de empreender que possa conduzir à criação da própria empresa e gerar postos de trabalho, explorando o caráter eminentemente prático e profissionalizante da sua formação, os politécnicos criaram um concurso de projetos de vocação empresarial a que deram o nome de Poliempreende.

 

O Poliempreende é uma iniciativa que visa, através de um concurso de ideias e de planos de negócios, avaliar e premiar projetos desenvolvidos e apresentados por alunos, diplomados ou docentes destas instituições, ou outras pessoas, desde que integrem equipas constituídas por estudantes e/ou diplomados.

 

Este projeto é constituído por todas as instituições politécnicas do país e escolas superiores não integradas (Enfermagem de Coimbra, Hotelaria e Turismo do Estoril e Escola Náutica Infante D. Henrique) e escolas politécnicas das universidades

 

O Poliempreende tem como objetivo máximo incutir e estimular o empreendedorismo, bem como proporcionar saídas profissionais de preferência através da criação do próprio emprego.

 

Não conhece a INOVMAPPING?????

Venha conhecê-la no próximo dia 20 de Março em Coimbra!

 

youbeQ: a plataforma criada em Coimbra que conquistou a Google e a Mozilla

A Google e a Mozilla escolheram a rede social youbeQ como suporte tecnológico de uma nova geração de lojas de venda de aplicações web.

DIA 20 DE MARÇO - BE IN COIMBRA - ISCAC -14:30-18:30

 

Venha assistir à apresentação do Clube de Inovação e Empreendedorismo da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra

 

O Clube de Inovação e Empreendedorismo (CIE) pretende assumir-se como uma plataforma de Fomento, Apoio e Divulgação, a toda a Comunidade da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC), de Inovação e Empreendedorismo (I&E).

Divulgando, formando e sensibilizando todos os agentes da ESTeSC com ferramentas de empreendedorismo e promovendo a articulação com outras plataformas institucionais ou não institucionais ao nível da Inovação & Empreendedorismo;

Constituindo-se como um apoio na concepção de ideias, na prossecução destas em negócios e na articulação com potenciais parceiros;

Articular-se com o Concurso Poliempreende, que se assume como a rampa do empreendedorismo ao nível dos Politécnicos em Portugal.

 

 

 

DIA 20 DE MARÇO NO ISCAC EM COIMBRA CONHEÇA A EMPRESA BLUETRENDTECH E O SEU PERCURSO!

 

A Bluetrend nasceu de uma Joint Venture entre duas empresas, a iDeal TI e a Easyclick, com a finalidade de atuar no mercado internacional, estando focada no desenvolvimento de software para a Internet, comércio eletrónico, pagamentos digitais, tecnologias móveis e sistemas de geolocalização.

 

Missão

A nossa missão é identificar necessidades de tecnologias emergentes nas áreas de comércio eletrónico, Internet e mobilidade e desenvolver soluções inovadoras que forneçam valor adicional.

 

 

 

Venha conhecer melhor o Centro de Informação Europe Direct Castelo Branco no próximo dia 20 de Março em Coimbra.

A Skills4u da getSkilled organiza workshops que têm como principal objetivo ajudarem os jovens portugueses a desenvolverem as suas competências pessoais (soft skills) que são cada vez mais importantes no mundo laboral e que não são desenvolvidas no ambiente académico.

Concentramo-nos em desenvolver a capacidade de falar em público, liderança, criatividade, gestão de projetos e de equipas, permitindo aos jovens tornarem-se mais proativos e motivando-os a desenvolver o seu próprio futuro.

Acreditamos que ao trabalhar estas competências junto dos jovens estamos não só a desenvolver a sua capacidade de se enquadrar numa empresa mas também a desenvolver as suas capacidades empreendedoras, incentivando-os a acreditar nas suas competências e a atirarem-se ao futuro cheios de vontade de conseguir mais e melhor.

 

 

Venha conhecer a RHUMO dia 20 de Março no Auditório do ISCAC.

 

 

 

IFDEP

FAME

:: MORADA

 

Rua da Guiné nº 40, 3º Dto

3030-054 Coimbra

PORTUGAL

 

t. +351 239 403 030

f. +351 239 403 040

:: EMAILS

 

Geral: geral@ifdep.pt

Formação: formacao@ifdep.pt

Recursos Humanos: rh@ifdep.pt

Programa EGE: ege@ifdep.pt

Fame: fame@ifdep.pt

Direc Financeira: financeiro@ifdep.pt

:: COORDENADAS GPS

 

Latitude: 40.1988715º

Longitude: -8.4061610º

 

URL: www.ifdep.pt